Onde há vida, há esperança!

O direito à vida é um dos direitos fundamentais previstos na nossa Constituição Federal e deve ser respeitado. No cenário atual, a defesa e promoção da vida passa, necessariamente, pela efetivação da vacinação em massa; pelo distanciamento social e todos os cuidados necessários; pelo auxílio emergencial de no mínimo R$ 600 (e não de R$ 150,00 a R$ 350,00) para as famílias em situação de vulnerabilidade social, principalmente, no contexto de pandemia que vivemos. Vida em primeiro lugar! Na luta por participação popular, saúde, comida, moradia, trabalho e renda, já! O card está sendo divulgado nas redes da Diocese de Roraima.

Onde há vida, há esperança!